A mistura de estoques baixos e alta demanda levaram um importante produtor brasileiro a anunciar uma nova rodada de aumento de preços de 10% a 15% para aços planos e longos a partir de 1º de abril.

De acordo com a Ágora, a elevação dos valores deverá atingir o setor como um todo. Até porque o real segue desvalorizado e os preços internacionais estão subindo.

Somado a isso, há a recuperação da demanda global e as potenciais restrições à produção na China, o que poderia abrir espaço para mais aumentos no mercado doméstico.

Os analistas Thiago Lofiego e Luiza Mussi calculam que, considerando a exportação de BQ (boninas laminadas a quente) chinesa a US$ 723/tonelada, a paridade 1US$/R$ 5,62, os preços domésticos de BQ estão sendo vendidos atualmente com um prêmio de 3% sobre o material importado. No lado do vergalhão, o prêmio é de 2%.

“Assim, as iniciativas de preços anunciadas para abril têm espaço para serem implementadas, pelo menos parcialmente”, afirmam.

Fonte: Infomet  
Seção: Siderurgia & Mineração  
Publicação: 17/03/2021

Preciso de ajuda? Converse conosco