O presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), José Carlos Martins, informou ao Valor que foi comunicado por associados que Gerdau e Arcelor Mittal elevaram nesta sexta-feira (8) o preço do aço longo em 3% — em razão dos aumentos de custos das fornecedoras de insumos decorrentes do tabelamento do frete.

Pela mesma razão, a Votorantim Cimentos aumentou, nesta sexta-feira, em R$ 1 o saco de cimento, segundo Martins, dizendo também ter sido informado por associados.

“Com o aumento do frete, é justo que Gerdau, Arcelor Mittal e Votoratim Cimentos elevem os preços. Mas como as obras só podem ser ajustadas a cada 12 meses, o setor terá de assumir o ônus”, diz o presidente da CBIC.

Martins defende que a política de preços da Petrobras seja regulada. “Tenho [o setor de construção] de arcar com o ônus só porque a Petrobras precisa ter lucro”, diz o presidente da CBIC.

Fonte: Valor Econômico

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preciso de ajuda? Converse conosco