A CSN está negociando reajuste do preço do aço para a cadeia automotiva, de 30% para os contratos do próximo ano. Segundo o diretor executivo Comercial da siderúrgica, Luiz Fernando Martinez, o mínimo do reajuste será de 25%.

Martinez destacou, em teleconferência com analistas, que a meta da companhia é foco em produtos de maior valor agregado e que 85% das vendas voltem a ser realizadas no mercado interno. Além disso, a empresa trabalha para recuperação de preços e disse que há clientes em que não houve nenhum reajuste nos últimos 12 meses.

As vendas de aço da CSN no terceiro trimestre do ano somaram 1,301 milhão de toneladas, aumento de 11% em relação ao observado no mesmo período do ano anterior e também de 11% ante o segundo trimestre deste ano, conforme balanço do período não auditado.

O mercado interno respondeu por 62% das vendas, as subsidiárias no exterior, por 33%, e exportações corresponderam a uma fatia de 5%.

Fonte: O Estado de S. Paulo

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preciso de ajuda? Converse conosco